O Marajá e a Concubina

Ficar enrabichada por homem casado já é pedir para sofrer, isso nem se discute. E não tem nada a ver com questões morais, destas baboseiras de queimar no fogo do inferno por macular a sagrada instituição do matrimônio, mas de falta de vergonha na cara, de se sujeitar a situações tão vexatórias, como viver de sobras, pegando babinhas de outra mulher!

Só que além de tudo isso ainda existem homens que exigem total fidelidade de suas amantes.

Sim, é o que poderíamos chamar de complexo de concubina. E tal qual um marajá, existem homens que pagam uma pensão, o aluguel de uma quitinete, enchem os armários com as compras do mês, pagam o aluguel da quitinete, também conhecida como "calabouço", e decretam: " Você é só minha!!!"

E o pior é que estas coitadas vivem muitas vezes num verdadeiro inferno, porque o traste sempre marca em cima, sob pressão. Mas bem feito pra elas, porque é a vida que escolheram! Sair com as amigas? Nem pensar! Mulher dele tem mais é que ficar em casa, se emburrecendo, assistindo novelas e outras porcarias como programas matinas femininos, porque isso sim é diversão adequada à uma concubina!

"Ai, mas essa palavra "concubina" é muito forte(fazendo cara de ofendida)... Eu não tenho culpa de ama-lo, dele ser o homem da minha vida!"

Que amor o quê, mulher? Lave a boca vinte mil vezes com sabão de banha antes de chamar esta porcaria de relação de amor! Sim, por que o amor existe pra nos dar paz, tranqüilidade, enfim, nos fazer felizes! E por acaso você é feliz? Duvidooooo!!!!!!! Sim, porque você não passa de um brinquedinho, uma mulher estepe, banco de reserva, tira-gosto, lanchinho da madrugada, e quem vive assim pode ser tudo, menos feliz!

Doeu? Machucou? Ótimo, era isso mesmo que eu queria!

Oras, viver com um homem que te proíbe de sair, que não quer nem saber que tenha alguma amizade masculina, e que ainda por cima te dá umas bolachas na cara quando acha que foi muito risonha com o porteiro do prédio, só pode ser por obsessão ou apego!

E todo mundo que vive assim é porque se odeia até os ossos!!!

E todo este ódio que está sentindo por mim não chega nem a 1% do que sente por si mesma!

Obsessão é aquela coisa mórbida de se achar tão sem valor, que se o traste pedir para pular do prédio, a mulher não só pula como ainda faz questão gritar "eu te amo" antes de se esborrachar no chão!

Tem umas que até ficam mais felizes quando o Jagunço tem um de suas crises de ciúmes, muitas vezes aparecendo de surpresa, só para ver se não tem algum macho ciscando no seu terreiro:"Calma amor ( fazendo cara de patsa)...Você é o único homem da minha vida!"

E realmente elas tem razão, porque tirando estes exus de terreiro falido, nenhum homem de qualidade teria coragem de encarar a parada, porque mulher capacho serve no máximo para tirar um barato, jamais para algo mais interessante.

Agora, se tudo é uma questão de troca, se você nunca se preocupou em estudar e trabalhar para conseguir sua liberdade, por isso arrumou um homem pra bancar, então por que reclama tanto? Ah, você queria mais liberdade, é isso? Só que o trato é este: você fica em casa, esquece do mundo e ele não te deixa morrer de fome! E se quiser mudar não adianta ficar dando uma de coitadinha, pobre vítima de um homem cruel, não!

Tem mais é que enfiar o pé na jaca, abrir a porta e ir cuidar da sua vida!

Como? Mas deste jeito você vai ter que abrir mão da TV a cabo, do telefone celular que ele paga e controla todas as ligações que você faz, dos crediários que ele paga das roupinhas que você compra na C&A, sem contar os perfumes, cabeleireiros, manicure e tc e tal...

Então deixa de reclamar da vida, porque no seu caso você está saindo no lucro.
Claro, de que adianta ter liberdade se com ela não será capaz de lutar por algo melhor do que morar debaixo da ponte?

Afinal, se você escolheu esta vida, que faça bom proveito.

Homem
Manual da Usuária.
O primeiro livro que conta tudo sobre os homens.

Escracho!! - As piores transas estão aqui!! Veja as nossas piadas. Tire as dúvidas com Dr Andros Fale Conosco


Clique Aqui!
----------------------- voltar para página inicial