Enlouquecendo os Homens

Está faltando imaginação na hora de dar aquele trato no benzão? Então é só ler os depoimentos de algumas leitoras, sobre como fizeram o diabo com o corpo de seus parceiros.


Eu estava tomando sorvete na cozinha de casa com meu namorado, quando me deu vontade de jogar um pouco nos meus seios e pedi para ele lamber. Ele ficou maluco, abriu a geladeira, arrancou minha roupa e, me deitou no chão da cozinha, espalhou o resto do sorvete que ainda havia no pote sobre mim e me lambeu toda! Depois, eu me ajoelhei e fiz uma espanhola com bastante sorvete, e quando terminei lambi tudinho. Foi tão bom que ele nunca mais esqueceu daquele dia e vive pedindo pra gente repetir.
Amanda, 24 anos - Curitiba -PR

Um dia eu resolvi variar um pouco e fazer uma surpresa para meu marido. A gente tinha assistido uma fita de vídeo pornô com umas colegiais, que o deixou louco. Numa noite quando ele chegou em casa, cansado pelo dia de trabalho, eu o estava esperando com uma roupinha de colegial com meias brancas, uniforme azul marinho e "maria-chiquinha". Depois, nós fingimos que eu era uma ninfomaníaca louca por homens maduros e acabamos fazendo uma espécie de teatrinho de sacanagem. Foi ótimo! Ele fez questão que a gente transasse o tempo todo, comigo vestida de colegial. Agora estou pensando em variar um pouco e encarnar o papel de uma prostituta de luxo! Eu até já comprei a fantasia para fazer mais uma surpresa!
Gisele, 36 anos - Campo Grande-MS

Estava chovendo muito e nós estávamos sentados no sofá da casa dos meus pais, um do lado do outro sem ter o que fazer. De repente me deu uma idéia de ir até a cozinha e pegar uns merengues para a gente comer. Quando senti aquele gosto de chocolate e aquele creme em minha boca, tive a idéia de lamber o recheio e colocar o resto do merengue nele, igual uma camisinha. Depois eu fui chupando e lambendo até deixa-lo louco!
Bianca, 19 anos - Passos-MG

Se tem uma coisa que me deixa maluca, é transar na água. Sempre fico louca quando vejo uma piscina ou uma praia de areias brancas, igual aos cartões postais. Um dia me bateu uma vontade de construir uma jacuzzi, aquela banheira americana que fica do lado de fora das casas, que a gente costuma ver nos filmes. Sem que meu marido soubesse, contratei uma empresa para instalar uma no fundo da casa do nosso sítio em Bragança Paulista, interior de São Paulo. Quando chegamos no sítio, eu o tranquei em nosso quarto e pedi para esperar até que eu terminasse de preparar a grande surpresa da noite. Acendi um monte de velas, que espalhei ao redor da jacuzzi e coloquei uma garrafa de champanhe gelada na beirada para dar um clima. Abri a porta do quarto e pedi para aguardar um minuto antes de sair. Muito à contra gosto com todo aquele mistério, ele resolveu obedecer minhas ordens, e aguardou o tempo exato para sair e me ver dentro da água, parecendo uma rainha. O sorriso que ele deu foi o maior que presenciei em nossa vida de casados. Passamos a noite dentro daquela água quente, em meio a uma madrugada fria coberta por uma névoa que dava um ar a mais de magia àquela noite.
Tigreza, 38 anos - Bragança Pta.-SP

Lembram daquela cena de 9 ½ Semanas de Amor, quando eles transavam na cozinha com geladeira aberta? Pois eu convidei meu namorado em dia de muito calor para imitarmos a mesma cena. É claro que antes eu abasteci a geladeira com tudo que dá tesão, como xarope de chocolate, cerejas em calda e champanhe, claro! Mas o que fez mais sucesso foram as pedras de gelo que passei em seu corpo quente, enquanto ele ficava deitado com os olhos fechados, só gemendo de tesão. Depois da gente experimentar tudo que tinha na geladeira, acabamos dormindo abraçadinhos no chão da cozinha, só acordando bem tarde da noite para recomeçarmos tudo de novo.
Lili, 23 anos - SP-SP.

Minha tia estava deitada nas almofadas, junto com a gente na sala, assistindo televisão. Meu namorado estava sentado na ponta do sofá, e eu estava coberta com um cobertor, com a cabeça deitada em seu colo. Assim, meio sem querer, cobri minha cabeça para fingir que estava dormindo, abri seu zíper e comecei a fazer sexo oral. Eu podia sentir seu corpo tremer, fazendo de tudo para se controlar e não deixar minha tia perceber o que estava acontecendo. Quando terminei, dei um beijinho em sua barriga e fiz uma cara bem de safadinha. Ele estava branco, mas estava muito feliz com a surpresa inesperada e arriscada.
Maria Clara, 21 anos -SP-SP

Estava muito frio naquela noite em Porto Alegre para colocar uma roupa mais sexy para agradar meu marido, por isso resolvi vestir apenas um casaco de pele bem comprido e grosso. Calcei uma bota preta e fui jantar fora com ele. Quando chegamos no restaurante peguei sua mão e coloquei por baixo do casaco para eleperceber que eu esta sem nada. Ficamos tão excitados que saímos do restaurante sem esperar os pratos chegarem. O garçom nem entendeu quando ele pagou a conta e corremos para o carro. No meio do caminho ele parou em uma rua deserta e disse que sempre tinha sonhado em transar com uma mulher em beco escuro. Fomos para um canto, atrás de uma banca de jornal, onde tinha uma arvore enorme que deixava tudo escuro, e fizemos amor em pé, em cima do capô do carro e na escada de uma casa que estava em obras! Sem querer acabei adivinhando qual era a fantasia do meu marido!
Helen, 42 - Porto Alegre-RS

O aniversário dele estava para chegar, e eu lhe perguntei qual bolo eu devia comprar para a festa. Brincando, ele disse que me preferia como seu bolo. Aquilo ficou na minha cabeça um tempão, todo dia eu pensava em como poderia agrada-lo e, ao mesmo tempo surpreende-lo. No dia de seu aniversário, eu liguei para o seu serviço pedindo que quando chegasse em casa, fosse direto para nosso quarto. Na hora ele pensou que deveria ser apenas mais um convite para a gente comemorar a data com uma noite de sexo como as outras. Mas, quando ele entrou no quarto e me viu deitada, coberta de chantili e cerejas por todos os lados, com uma velinha em cima do meu umbigo, viu que seu desejo tinha se transformado em realidade! Senti-me um pouco ridícula com aquela fantasia de bolo de aniversário, mas o resultado acabou valendo a pena!
Tereza, 23 anos.

----------------------- voltar para pagina inicial