De todas as matérias que escrevi, talvez seja essa a que mais consegue dar aquela sacudida nas mulheres. Desde 2003, quando ela foi escrita, muitas leitoras que chegaram ao site depois de digitarem no google "como esquecer um homem", me escreveram aliviadas, contando que o divisor da águas foi ler o que está logo abaixo, com toda falta de compreensão, puxões de orelhas e, claro, uma boa dose de "maldade", algo comum em meus textos. Creio que a melhor definição foi dada por uma leitora que confessou que fiz com que se sentisse tão envergonhada, que nunca mais teve coragem de correr atrás de um homem. E olha que ela estava cinco anos "sofrendo por amor".

Então, para comemorar a "salvação" de muitas leitoras, nada melhor do que tirá-la do fundo do baú.


Como esquecer um amor??

Oh, coisa insuportável é esta maldita dor de cotovelo que sentimos quando levamos um chute de um grande amor, não é?

E foi pensando nos males destas situações que resolvi escrever esta matéria, para ajuda-la a nunca mais passar noites em claro, escutando estas porcarias de músicas românticas, chorando feito uma alucinada, pedindo para ele voltar:

"Volta astolfo,que desta vez eu me comporto!!!!" Arre! Que deprimente!!

Para começar, é bom jogar todas as fotografias fora - principalmente aquelas em que os dois estão na praia, fazendo carinha de apaixonados, dividindo o mesmo espetinho de camarão... Caso contrário, ao folhear o velho álbum de fotografias da família, vai acabar dando de cara com a foto do casal de pombinhos bem ali, entre as fotos do batizado e do seu tio bêbado, dentro do Fusca azul-calcinha, comemorando a Copa de 70.

Quando se sentir solitária e bater aquela saudade - sempre carregada com aquele tesãozinho que pinta na hora de dormir - antes de pegar o telefone e aceitar o convite que ele fez para darem um picote no banco de trás do caro, experiemente bater uma punhetinha para ver como 80% da vontade desaparece.

E também some o desejo de se ferrar pela milésima vez, pois você sabe muito bem como é foda ir pra cama com ele, dar aquele picote com o coraçãozinho cheio de esperanças, e acabar tendo que engolir que nada mudou, porque ele não está preparado para nada sério, que só te quer para dar uma aliviada de vez em quando. Ops! Passou um filme na sua mente, foi?

E é muito importante tirar aquela aura de "maravilhoso" do carinha!

Mulher apaixonada é mulher iludida, então acabe de vez com estas ilusões.Ficar achando que ele é muito bom, o melhor homem do mundo e outras babaquices, só serve para mante-la mais enfeitiçada e presa à ele.

Tem mais é que pensar nele sentado em uma privada, com um rôlo de papel higiênico nas mãos, fazendo aquela cara de sofrimento, com as veias da testa quase explodindo! Vamos lá, tente fazer isso para ver como ele deixa de ser um semideus, para se tornar um simples mortal, nem melhor e nem pior que os outros homens.

A maioria das pessoas continua apaixonada pelo o que a outra pessoa era, e não pelo o que ela se tornou!

Então dê uma boa olhada no seu morzão, perceba que ele não é mais aquele gatinho manhoso e atencioso do tempo em que se conheceram. Se reparar bem, verá que o que te prende a ele é o passado e não o presente. Não acredita? Então vamos fazer um teste para tirarmos a dúvida?

Pense neste seu grande amor, e me responda: Qual é primeira imagem que surge em sua mente? Aposto que é uma imagem bem antiga, do tempo em que achava que ele era o homem da sua vida. Continue pensando e vai chegar em um ponto em que as coisas começaram a ficar mais duras entre vocês. Neste ponto, você vai perceber uma angústia e, inconscientemente, vai se ver com vontade de esquecer e voltar a pensar apenas nos momentos bons. Viu como você gosta de se iludir?? E isso é natural, pois a paixão nos faz pensar no que o outro tem de bom e esquecer o lado ruim...E assim você pode continuar a idolatra-lo, pois deseja isso!

Mas é tudo falso,acredite! Você ama um homem que há muito tempo deixou de existir na sua vida. Sim, se fosse este homem de agora que tivesse aparecido na sua vida, duvido que teria se apaixonado por ele.

Tire da cabeça toda idéia de se manter casta!

Você não precisa deixar de provar o sabor de outras frutas só porque uma caiu do pé e apodreceu. Além do mais, pode apostar que ele não vai deixar de dar umas bimbadinhas só porque você resolveu que nunca mais vai gemer debaixo de outro homem.

Pelo menos nos primeiros dias depois da separação evite usar coisas que fazem com que se lembre dele!

Se todas as vezes que olha para uma salada de pepinos você começa a chorar, lembrando dos momentos que viveu ao lado daquele "macho bem dotado", proíba sua mãe de comprar qualquer coisa que desperte esta sua nostalgia, como lingüiça, salsichão etc. Jogue no lixo todos os Cds da Alanis Morissete e da supra-sumo da depressão, Celine Dion, pois o que menos precisa é fundo musical para curtir fossa.

Também evite assistir filmes ultra-românticos, como Titanic, O Morro dos Ventos Uivantes , Ghost ou Sabrina! Troque por filmes do tipo "muito anabolisante e pouco cérebro" como Rambo, Exterminador do Futuro e toda a "grande obra" do Van Diesel, com direito a muita pancadaria e pouca conversa fiada!

E quando pintar aquela vontade de sair correndo atrás do morzão, parar na frente do prédio dele e começar a gritar "Duda, eu te amo!!!!"(oh, coisa deprimente, meu Deus!), ligue para sua melhor amiga e peça para te trancar no banheiro, e só abrir a porta quando passar a crise de abstinência amorosa. Claro, se armar barraco já é muita pobreza para aturar, fazer uma cena patética, implorando por amor, na frente da casa do benzão, já é coisa de quem precisa de umas boas palmadas na bunda.

Não freqüente os mesmos lugares que ele, e nem fique amiguinha da irmã ou da sua ex-futura-sogra.

Além de ser uma demonstração de falta de respeito próprio, pode acabar criando um clima muito pesado, fazendo com que ele (com todo direito) se sinta invadido em sua privacidade por uma chata que não consegue entender que acabou!! Sem contar que, só de pirraça, é bem capaz dele levar umas gatinhas para conhecer seu quarto, bem na hora que estiver chorando as pitangas nos ombros da ex-sogrona! E aí segura o coração, porque escutar a cama rangendo e saber que não é com você, é o que podemos chamar de sofrimento inútil!

Aprenda a usar o pensamento conflitante para afastar este homem de seu coração

Em vez de pensar: "Nossa, ninguém sabe como acariciar meus seios como o Carlão", use um pensamento antagônico como "Só que aquela besta nunca foi capaz de encontrar meu clitóris!!"
Mas, se ele era bom de cama e nunca precisava de uma mãozinha nem na hora de achar o buraco, então mude para coisas mais pessoais como: "Ele era ótimo de cama, mas tava sempre com a cueca suja!!!

Nunca vá em cartomantes ou videntes depois do chute na bunda!

Este pessoal tem um faro impressionante para descobrir as fraquezas de mulheres abandonadas (e burras). Então, para ferrar de vez com a situação, você vai ouvir que "ele ainda te ama", que vão se casar e ter um monte de filhos.

No fim vai acabar saindo mais iludida do que entrou, cheia de esperanças inúteis, além de ter que fazer horas extras para pagar um "trabaio bom para amarrar homem"!

Depois não adianta ficar com vergonha de lembrar que foi capaz de ir a uma encruzilhada, bem no meio do cemitério, para jogar açúcar na cueca dele, fumar charuto e beber "Sidra Cereser"!

Aliás, fazer macumba pra prender macho é o último degrau na falta de vergonha na cara que uma mulher pode descer!!

..........................................................................................................

Leia meu livro QUERO SEU SORRISO DE VOLTA e vire uma mulher ruim e feliz!!

www.revistaandros.com.br - © Copyright 2009 - Revista Andros

Homem
Manual da Usuária.
O primeiro livro que conta tudo sobre os homens.

Só em ebook

Fale Conosco
voltar para página inicial