Qual é o gosto das suas lágrimas?

Ás vezes você chora de raiva...

E foi por causa daquela revolta, daquela vontade de voltar no tempo e fazer o que tinha que ser feito, porque chorar de raiva, na maioria das vezes, é como se sentir o maior otário do mundo.

Nossa, mas como você se condenou por ter deixado passar aquela oportunidade de emprego, lembra? Também pudera, porque você sentiu tanta, mas tanta raiva por ter perdido a hora da entrevista na empresa, que chegou a soluçar. E aquela briga que teve com a sua colega de trabalho, então? Sim, claro que você tirou nota dez, porque se manteve calma e se controlou para não enfiar a mão na cara da infeliz. Olha, todo mundo ficou admirado, viu? Tanto que todos não pensarem duas vezes em dizer que no seu lugar eles matariam "aquela filha da puta".

Só que depois que a tempestade passou, a raiva que sentiu por ter sido tão controlada começou a te queimar por dentro.

Então você chorou não de raiva, mas de ódio:

"Eu devia ter estourado a cara daquela vaca!!!!!"

Às vezes você chora de felicidade... Ás vezes você chora de bobeira...

Sem nenhum motivo bateu aquela tristeza, o peito foi ficando apertado...Por mais que tentasse encontrar uma explicação, que até mesmo tentasse apelar para a razão, ainda assim as lágrimas não deixavam de cair. "Meu Deus, por que estou chorando?" Sei lá, mas parece que a tristeza tem a capacidade de ir se acumulando na alma, ocupando espaço em um cantinho secreto, até que toda essa carga precisa sair, ser posta para fora...

E está tudo lá: a última briga com o namorado, a comida de rabo que levou do seu chefe, a cara feia da sua mãe, a discussão que teve com aquela garota que pisou no seu pé, o engarrafamento que enfrenta todos os dias de manhã...Caramba, parece que agora ficou mais fácil entender porque ás vezes você chora de "bobeira", não é mesmo?

Ás vezes você chora de alívio...

Muitas vezes, diante das piores dituações, mesmo se controlando para não estourar, depois de fazer de tudo para manter a serenidade, você chega em casa, joga os sapatos para bem longe, se joga no sofá e coloca tudo pra fora: "Meu Deus, que alívio...

Ás vezes você chora de medo...

Medo de errar, medo de perder, medo de escolher e não ser escolhida...São tantos os medos, mas poucos te deixam tão fragilizada quando o medo de sofrer. Por isso, quando você perde alguém ou alguma coisa muito valiosa, nem sempre é um choro de adeus, mas um lamento, muitas vezes carregado de frustrações: "Eu poderia ter sido melhor, poderia ter dado mais valor...Poderia ter dito que o amava..."

Ás vezes você chora por pena...

Quando se sente abandonada, sem amigos e sem ninguém para apoiá-la, parece que suas lágrimas são o único conforto que encontra. Então, você se aninha na cama, encolhe seu corpo, e mais uma vez lamenta: "Eu poderia ter feito diferente..." Mas é claro que você também chora porque sente pena de alguém, por ver nessa pessoa tantas falhas, que não consegue enxergar que, igual a você, ela também poderia ter "feito diferente". Mas nem por isso você pode se acomodar na dor, porque se o passado foi uma seqüência de erros, nada impede que façamos do agora um novo começo.

Sim, o caminho para o topo será muito mais árduo, mas as lágrimas não encurtarão um centímetro da sua caminhada.

Então, chora um pouquinho só pra aliviar este aperto que sente no seu peito, mas depois erga a cabeça e enfrente a vida.

Às vezes você chora de felicidade...

Um beijo sonhado, uma promoção que tanto batalhou para conseguir, a aprovação na universidade, as saudades que morreram diante do reencontro...Nossa, como é bom chorar de felicidade. Aliás, não se deve confundir as coisas e ver nas lágrimas que rolam qualquer vestígio de tristeza, porque elas são o tempero da felicidade: salgadinhas, levemente adocicadas, tão quentes quando o seu coração...

Que maravilha é descobrir que lagrimas de felicidade são o suor da alma!

Então, chora pra mim...

Quero ver o brilho desse seu olhar, sentir seu coração batendo acelerado de alegria, saborear o gosto dessa sua boca trêmula de paixão, porque poucas coisas no mundo são tão boas quanto descobrir que suas palavras soluçadas, por mais inteligíveis que possam aparecer diante da emoção, se resumem a uma única frase:

"Como eu te amo".

..........................................................................................................

Leia meu livro QUERO SEU SORRISO DE VOLTA e vire uma mulher ruim e feliz!!

www.revistaandros.com.br - © Copyright 2011 - Revista Andros

JURO QUE É VERDADE Um ebook para entender por quê os homens mentem

Só em ebook

Homem
Manual da Usuária.
O primeiro livro que conta tudo sobre os homens.

Só em ebook

Fale Conosco
voltar para página inicial